Anápolis vai implantar Centro de Produção de Mudas do Cerrado

A Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima) assinou nesta segunda-feira, dia 19, convênio com a Prefeitura de Anápolis para a implantação do Centro de Produção de Mudas Nativas do Cerrado. O propósito é recuperar e recompor o Bioma Cerrado em Anápolis e nos seus distritos (Souzânia, Interlândia, Goialândia e Joanápolis)

O valor total do projeto é de R$ 345.72,00, dos quais R$ 309.887,00 são provenientes do Fundo Estadual do Meio Ambiente (Fema) e R$ 35.685,00 de contrapartida do município. O convênio foi assinado pelo titular da Secima, Hwaskar Fagundes; pelo prefeito de Anápolis, Roberto Naves e Siqueira; e pela gestora do Fema, Vera Lúcia Nascimento.

As mudas serão utilizadas para recuperar as nascentes, corpos hídricos e áreas em processo de erosão. Também vão propiciar a restauração tecnológica da ocupação do solo, permitindo que o ciclo natural da água se complete em todo o município de Anápolis e nos seus distritos.

O diretor do Meio Ambiente de Anápolis, Antônio El Zayeck, explicou que o projeto foi elaborado pensando na recuperação de nascentes, de áreas de preservação permanente (APPs) e das margens córregos de Anápolis. “O Centro de Produção de Mudas será implantado no bairro de Copacabana, uma região que precisa ser ocupada com bons projetos”, acrescentou.

Qualidade de vida

De acordo com o prefeito Roberto Naves, os recursos do convênio com a Secima serão destinados ao desenvolvimento de novas mudas para a recuperação de áreas verdes, principalmente na área rural do entorno de Anápolis. 

“É um projeto que visa recuperar as nascentes, promover o reflorestamento. A partir do momento em que a gente cuida do meio ambiente a nossa qualidade de vida melhora e também deixamos de sofrer com a escassez de água”, disse. Segundo ele, o projeto vai permitir o plantio de cerca de meio milhão de mudas na zona rural de Anápolis.

O secretário Hwaskar Fagundes destacou que Anápolis é o segundo município que firma convênio com a Secima, por meio do Fema, em menos de uma semana – o primeiro foi Perolândia no último dia 14. “A Secima está aberta para receber novos projetos a serem financiados com recursos do Fundo Estadual do Meio Ambiente, de forma que possamos abranger o maior número de municípios contemplados até o final do ano”, destacou.