Codego lança o Pró-Água, na área de captação de água do DAIA.

Na área de captação de água, o governador e o presidente da Codego, Marcos Cabral, lançaram o Pró-Água, que será realizado pela Codego em parceria com a Prefeitura de Anápolis. O projeto prevê a recuperação das bacias do Rio Caldas e do Ribeirão Extrema e a reabilitação da paisagem natural, criando zonas de proteção com o plantio de 50 mil mudas nativas do cerrado.

A criação dessas zonas de proteção permite a infiltração, a retenção e a percolação da água pluvial no solo em toda a bacia, recarregando os estoques naturais nos bolsões subterrâneos e restabelecendo o fluxo das nascentes e o ritmo das chuvas. ?Com esse sentimento de recuperação poderemos, em 2020, não ter um problema tão sério de abastecimento em Anápolis?, ressaltou Caiado. Simbolicamente, o governador fez o plantio da primeira planta do Pró-Água.

Para garantir a disponibilidade de recursos hídricos, o Governo de Goiás revitalizou o Sistema de Abastecimento de Água do Daia, a partir do investimento de mais de R$ 1 milhão pela Codego, e destinou outros R$ 800 mil para a perfuração de 20 poços artesianos. ?Isso que é governar: é dar tratamento correto para aquilo que é da população. É poder fazer com que [o recurso público] seja melhor aplicado a cada dia que passa?, ressaltou o governador. Ele parabenizou a equipe da Companhia pelo cuidado na realização das obras. Ainda estão sendo executados o desassoreamento e a ampliação da lagoa de captação de água bruta do parque industrial, o que aumentará em 234% o volume de água na captação.

Outra ação implementada no Daia é a revitalização da Casa de Máquinas, responsável por bombear a água da lagoa de captação para a Estação de Tratamento de Água (ETA), garantindo o pleno funcionamento da estrutura. Segundo o presidente da Codego, Marcos Cabral, as medidas beneficiam amplamente a cidade de Anápolis, já que disponibiliza os recursos hídricos tanto para indústrias e empresas do Distrito quanto para os moradores de mais de 45 bairros da região.

Fonte: Codego Notícias.